Mulheres

Mulher de Malandro

Jovem moça de malandro 55862

O que a senhora fez pra ele te bater? Ela provocou. É mulher de malandro, eles se merecem. Quando descobriu que ela tinha um amante, ele perdeu a cabeça. Sob diversas formas e intensidades, a violência doméstica e familiar contra as mulheres é recorrente e presente no mundo todo, motivando crimes hediondos e graves violações de direitos humanos. Dados do Banco Mundial e do Banco Interamericano de Desenvolvimento apontam que uma em cada cinco faltas ao trabalho no mundo é motivada por agressões ocorridas no espaço doméstico. Uma das imagens mais associadas à violência doméstica e familiar contra as mulheres é a de um homem — namorado, marido ou ex — que agride a parceira, motivado por um sentimento de posse sobre a vida e as escolhas daquela mulher.

Mais acessadas de Trio Irakitan

Ou à neurose. Eis aí o paradoxo de Freud. O problema é que ele foi de vanguarda até concreto ponto — em diversos aspectos, seu pensamento alinhava-se ao seu tempo e ao lugar em que vivia. Para Beauvoir, se o pensamento sobre a sexualidade partisse de uma perspectiva feminina, os símbolos freudianos poderiam ser outros. As letras das operetas que faziam sucesso na cidade, na época de Freud, recorriam ao estereótipo mais nulo para retratar suas personagens femininas: eram mulheres frívolas, infiéis, maliciosas e que caíam de amores por qualquer um que lhes fizesse um elogio. Exatamente mais se o assunto fosse o papel das moças na sociedade. Principalmente pelo seguinte: toda a sua teoria a esse respeito parte de uma perspectiva falocêntrica — se essa teoria fosse um sistema solar, o pênis estaria no lugar do Sol. A sexualidade feminina surge aos olhos de Freud sempre através de um filtro masculino. O mundo foi injusto com elas.

Mulher de malandro merece o que sofre?

Urano: Barcelona. Poyatos, F. La comunicación no verbal Vol.

Leave a Reply

Your email address will not be published.